NEGÓCIOS

​Sebrae apoia produtores de diversos segmentos na ExpoSul Rural em Cachoeiro de Itapemirim

Cachaça artesanal, de flores e plantas ornamentais, caprinos e ovinos de cultivo especial estão entre as atrações que o Sebrae leva à feira

O Sebrae ES participa da Exposul Rural, em Cachoeiro de Itapemirim, apoiando vários segmentos que vêm sendo beneficiados com iniciativas de associativismo, gestão, acesso a mercados e outras.  De acordo com a gerente da Unidade de Atendimento ao Agronegócios do Sebrae ES, “a feira é uma oportunidade para que possamos apresentar ao público visitante resultados expressivos de projetos em andamento, como a marca coletiva Cordeiro Capixaba, o melhoramento genético do rebanho bovino; a produção de pequenas agroindústrias e das pequenas propriedades de flores e plantas ornamentais”.

 Com o apoio a exposição da cachaça artesanal, de flores e plantas ornamentais, de pequenas agroindústrias e da Associação dos Criadores de Caprinos e Ovinos – ACCOES, o SEBRAE incentiva a geração de negócios, por meio da promoção e da comercialização desses produtos.

 O projeto de melhoramento genético do gado vai expor 50 bezerras nascidas a partir da tecnologia de fertilização in vitro (FIV). O projeto do Sebrae incentiva e fomenta a produção leiteira no Estado, com foco na melhoria da produtividade e da qualidade do leite. De acordo com a Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (SEAG), a produção média diária de uma vaca capixaba é de 4,1 litros. O gestor do projeto no Sebrae, Abdo Gomes, informa que a média apresentada hoje pelos produtores contemplados pelo programa é de 8,6 litros. Com o melhoramento genético, o projeto ganhou uma meta ainda mais ousada, que prevê até 22 litros de leite diários por animal.

 Após o destaque conquistado pela carne de cordeiro nas cozinhas capixabas e de todo o Brasil, o Sebrae investiu para que a proteína protagonizasse um e-book com 15 receitas. A adesão ao cordeiro é tão grande que, durante a feira, vai haver o lançamento da marca coletiva Cordeiro Capixaba, que pretende fortalecer os produtores e elevar a qualidade de produção da carne.

 Outro orgulho do Sul do Estado é o abacaxi de Marataízes, reconhecido por suas características únicas e especiais em todo o Brasil. Agora, com o apoio do SEBRAE e de parceiros, os produtores almejam o registro de uma Indicação Geográfica (IG) no INPI, como forma de proteção e valorização da origem: “O Abacaxi de Marataízes já é famoso pela qualidade e o que faltava era uma ferramenta de proteção e de divulgação do produto. Creio que essa valorização trará muitos benefícios e orgulho para o município e principalmente para os produtores. Essa é uma nova porta que se abre para o Abacaxi de Marataízes, que poderá ganhar ainda mais visibilidade”, explica Cintya Soares, consultora do Sebrae.

 O abacaxi tem uma enorme importância econômica para os municípios da região. Marataízes é o maior produtor capixaba do fruto: em 2018, foram colhidas 34.108 toneladas do produto. Presidente Kennedy e Itapemirim vêm em seguida, com 17.600 e 2.970 toneladas, respectivamente.

Fazem parte das iniciativas do Sebrae no evento, a realização de Seminários e Palestras Técnicas. Confira a programação abaixo:

Exposul Rural 2019 
Data: de 10 a 14 de abril
Local: Rodovia Lucio Moreira – Aeroporto, Cachoeiro de Itapemirim

Programação do Sebrae na feira:
Data: 12 de abril
Seminário do Abacaxi: 17h30
Seminário Lançamento Marca Coletiva – Cordeiro Capixaba: 18 horas
Palestra: Controle de Mastite e Impacto Econômico na Atividade Leiteira: 17 horas
Inscrições: 0800 570 0800 ou no local do evento

 

INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA
Assessoria de Comunicação Sebrae-ES
Criar Comunicação - criar@criarcomunica.com.br
Karolina Lopes – (27) 3345 6973 | (27)- 99976 6190
Denise Povoa – (27) 99932 1978

INFORMAÇÕES PARA EMPREENDEDORES
Central de Relacionamento Sebrae - 0800 570 0800
contato@es.sebrae.com.br
Os textos veiculados pela Agência Sebrae de Notícias – ES são produzidos pela Assessoria do Sebrae/ES e podem ser reproduzidos gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da Agência.